Curso Conteúdos Saiba Mais


Índice

Capítulo 3 – Escola e o vestibular


Ciclos da escola


O percurso de um aluno na escola segue um ritmo ordenado em 3 tipos de ciclo: bimestral ou trimestral, série (que tem 4 bimestres) e formatura (englobando os 9 anos do Ensino Fundamental e os 3 do Ensino Médio).

Por serem muito próximos, os ciclos bimestrais e da série formam o horizonte de curto prazo, o cenário visível e concreto onde os alunos estudam e vivenciam o dia a dia da escola. Já o ciclo da formatura é o ciclo de longo prazo, que vai demorar anos pra se completar.

Essa separação entre o curto prazo e o longo prazo é essencial pra entender:

   - como os próprios alunos tendem a lidar com as demandas.

   - como as escolas incentivam os alunos a se comportarem em relação ao curto e ao longo prazo.

O incentivo de curto prazo da escola, nos bimestres e séries, é muito claro: os alunos precisam aprender os conteúdos e estudar pras provas.

Já o incentivo de longo prazo da escola, depois da formatura, é a promessa de que se você for um bom aluno ao longo dos anos e aprender o conteúdo, você vai poder fazer o que quiser quando sair da escola.

Mas ser um bom aluno e aprender o conteúdo são só uma parte do que precisa ser feito pra atingir seus objetivos no futuro. Sonhar, avaliar possibilidades e pensar no que você gosta e não gosta são algumas das outras coisas que também precisam ser feitas pra se construir uma carreira, independentemente do que você decida fazer.

Os benefícios que a escola oferece pro nosso futuro são importantes, mas não são completos. Isso não é culpa da escola, isso faz parte de como as coisas funcionam na vida adulta, onde existem muitos fatores em jogo e cada pessoa precisa avaliar como vai lidar com eles, em vez de esperar uma solução completa que resolva tudo.

O grande desafio é equilibrar os interesses, porque cuidar dos objetivos de curto prazo e dos de longo prazo são tarefas que competem pela nossa atenção, energia e tempo. É fácil direcionar nossa atenção, energia e tempo pro curto prazo, esquecendo do longo prazo, e vice-versa. A dinâmica de sistemas complexos torna esse equilíbrio ainda mais desafiador.





Curso Conteúdos Saiba Mais